AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PERICIAL

A avaliação psicológica pericial ou perícia psicológica forense difere de outros tipos de avaliação psicológica, em função do seu objetivo final que é oferecer subsídios a decisões legais, quando estas dependem de um entendimento acerca do funcionamento psicológico do(s) envolvidos(s).

Assim, a perícia psicológica pode ser solicitada pelas varas de Direito de Família, Direito Civil, Direito Penal, Direito de Trabalho, e também pelo Juizado da Infância e Juventude.

Os instrumentos utilizados nas perícias psicológicas decorrem da leitura dos autos do processo; do levantamento das hipóteses prévias que nortearão a coleta dos dados; da própria coleta dos dados junto ao sujeito e, quando necessário, junto a terceiros ou a instituições; do cuidadoso planejamento e aplicação da bateria de testes/técnicas mais adequadas para o caso; da interpretação dos resultados dos testes à luz dos dados colhidos nos autos processuais e nas entrevistas; e, por último, a redação do informe psicológico, com o objetivo de responder à demanda jurídica que motivou tal avaliação.